Xô preocupações: 4 hábitos simples

Postado em 22/01/2018 | 0 Comentários

 

Por Suely Buriasco

A preocupação é algo que deveríamos analisar melhor, afinal é um sofrimento antecipatório cujos resultados variam entre nunca acontecer o que tememos, que é o mais comum, ou realmente acontecer. Quando nunca acontece foi, no mínimo um mal estar vão, sem fundamento e que, certamente, causou algum tipo de prejuízo na nossa vida. Quando os motivos de nossas preocupações acontecem nosso foco deveria estar na solução, mas estamos muito desgastados para pensar nisso. A preocupação consome nossas melhores energias.

Parafraseando a escritora holandesa Corrie ten Boom:  A preocupação não esvazia a tristeza do seu amanhã. Ela esvazia sua força de hoje.

Desenvolver alguns hábitos no nosso dia a dia é de grande importância no sentido de evitar as preocupações exageradas. Vejamos esses:

  1. Não alimente pensamentos paralisantes

Todo o pensamento que limita você, todas as formas mentais que provocam medo precisam ser substituídas. Não se perca em criações negativas e imaginações vagas. Fuja dos pensamentos repetitivos e das ideias fixas.

  1. Escolha o tempo certo

Toda mudança de comportamento exige autoconhecimento. Você precisa saber em que situações a sua mente está mais vulnerável. Por exemplo, ao sentir sono, estar com fome e outros incômodos, nossa mente tende a ver as coisas de forma mais obscura. Em momentos assim vale o refrão: “Não vou pensar nisso agora”.

  1. Mantenha a mente ocupada

Isso é bem antigo, certo? E muito verdadeiro. Ocupe sua mente com coisas que precisam ser resolvidas agora, com o seu trabalho, leitura, diversão. Quem pensa muito no que há por vir está sempre preocupado e ansioso. Opte por desenvolver o hábito de pensar positivo. Isso pode não mudar a situação, mas, certamente muda a forma como você lida com ela.

  1. Jogue luz em suas preocupações

Esse é mesmo um hábito que provoca grande transformação em nossas vidas. Procure iluminar o motivo das suas preocupações tirando-o do campo mental. Você pode falar sobre isso com alguém que possa ajudar na busca de novas alternativas ou mesmo escrever sobre o assunto e ler depois. Quando exteriorizamos nossas preocupações, compreendemos melhor nossas emoções e nossos pensamentos ficam mais claros e objetivos.

Nosso cérebro aprende pela repetição. É repetindo novos comportamentos que criamos novos hábitos. Decida-se a ser mais prático em relação às situações, analise bem suas emoções e aja de forma a aproveitar mais o presente, vivenciando com intensidade cada dia. Até porque o presente é só o que temos de certo. Concorda?

Suely Buriasco
Mediação de Conflitos e Coaching
www.suelyburiasco.com.br

  • Share/Bookmark

Suely Buriasco Recomenda:

Deixe um Comentário

Wp Plugin by capn3m0