fbpx

gratidão

11 03, 2021

Comando da Prosperidade

2021-07-05T17:44:35+00:00

“Tudo o que eu quero, eu tenho

Tudo o que eu quero vem pra mim!

Mereço e atraio tudo o que eu quero

Sou grata ao Universo por ser assim”.

 

Eu me deparei com esse mantra “Comando da Prosperidade” de autoria da compositora Vivi Reis em uma rede social. Analisando racionalmente encontrei sentido nessas palavras que parecem mais um verso singelo e muito atraente. Muitas pessoas associam a palavra prosperidade unicamente a ganhos financeiros, verdadeiramente, seu sentido é muito maior. Prosperidade significa abundância e se aplica a qualquer área, tanto física como espiritual. Desejar prosperidade é desejar felicidade, ventura e fortuna.

 

“Tudo o que eu quero, eu tenho”

Vejo nessa frase a valorização do presente e de tudo o que o compõem. É importante viver isso, dar atenção ao que possuímos de material, de espiritual… Aquisições de vida e de relacionamentos. Muito bom!

 

“Tudo o que eu quero vem pra mim!”

Esse trecho me leva a pensar nas afirmações positivas que geram energia criativa. O que você realmente acredita, você faz acontecer. Autoconfiança é fundamental para alcançar metas e objetivos. Não importa se o que você quer vem certinho para você, afinal quando você tem fé descobre alternativas nunca experimentadas e se desafia.

 

“Mereço e atraio tudo o que eu quero”

Aqui eu identifico a “cereja do bolo”: a lei de ação e reação. É claro que não basta clamar por prosperidade, é preciso agir, fazer acontecer e vibrar na sintonia de abundância. Atraímos tudo o que fazemos por merecer. Quem quer o bem, necessariamente precisa vibrar essa sintonia superior.

 

“Sou grata ao Universo por ser assim”

Quando o cérebro identifica que algo de bom aconteceu e que somos gratos por isso, ocorre liberação de dopamina, um importante neurotransmissor que aumenta a sensação de prazer. Por isso, pessoas que manifestam a gratidão vivem em níveis elevados de emoções positivas, satisfação com a vida, vitalidade e otimismo.

 

O que precisa ficar claro é que esse tipo de afirmação tem identidade e só funciona para a pessoa que, realmente, acredita e faz bom uso dele. Também é preciso levar em conta que muitas coisas não dependem apenas de nossas ações. Como pedir, por exemplo, algo que se relaciona com outra pessoa? Não vai funcionar. Assim, pense no que você quer e pode fazer, então mãos à obra. Faz sentido para você?

Comando da Prosperidade2021-07-05T17:44:35+00:00
24 09, 2019

Sobre a vida e o amor… Ou viver e amar

2019-09-24T12:56:14+00:00

Com o passar do tempo vamos mesmo nos tornando mais reflexivos, essa constatação ficou ainda mais clara assistindo ao show do Roberto Carlos. Já assisti vários, já fiquei na “turma do gargarejo”, nunca ganhei uma rosa porque meu foco foi sempre fazer o Roberto olhar nos meus olhos. Verdade mesmo… eu queria que ele soubesse da minha existência e de meu sentimento. Dessa vez o show foi um presente de aniversário e talvez por isso tenha sido diferente dos demais e, diga-se de passagem, muito melhor.

Sentei-me a uma distância privilegiada, nem muito perto que só olhasse para o Roberto, nem tão longe que não pudesse vê-lo. Pude contemplar o palco todo e curti muito. Vi mulheres de todas as idades se encaminharem para frente na hora da distribuição de rosas e percebi que saber da existência dele hoje me basta. Pensei no ser humano que é capaz de seduzir tantas pessoas cantando o amor e a paz e me emocionei. Até quem acha suas canções bregas não encontra muitos argumentos para combater isso: Roberto é o cantor do amor!

Eu gosto da menina que fui e que, de certa forma, ainda sou, mas é incrível constatar que gosto mais de mim agora. É lindo ouvir uma música romântica e sonhar, mas é extraordinário saber separar o ideal da realidade e entender o amor como filosofia de vida. Como afirma o cantor: “Diferente da paixão o amor é um sentimento, está acima da razão e do passar do tempo”. A paixão é só uma chama, o amor é luz que brilha incondicionalmente. Muitos desejam ser amados, mas o que realmente traz sentido na vida é amar.

Também me chamou atenção a forma pacífica de opinar e se manifestar contra a injustiça e a ganância que tantas vítimas têm feito pelo mundo. Ao cantar “Amazônia” Roberto lembrou que seu apelo tem mais de trinta anos, fiquei pensando que muitos estão mais preocupados em culpar políticos de ideologias diferentes ao invés de exigir, de quem quer que seja, a sua preservação. Eu acredito na paz como forma de mudar o mundo, lembrando que paz é ação, nunca passividade. Assim como afirma o rei: “Somente teremos um mundo melhor quando nossos valores estiveram voltados para o milagre da vida!”

Ali de frente aquele palco com tantos efeitos luminosos, ouvindo aqueles músicos incríveis e as canções que embalaram meus anos, senti fortemente o milagre da vida e me envolvi em gratidão. Então pensei que nos momentos de dificuldade, quando a vida parecer me exigir mais do que posso dar, que eu me lembre do quanto tenho a agradecer e me fortalecer. Que as perdas que me machucam sejam abrandadas pela minha fé e que eu faça da alegria o meu escudo.

E como não dá para falar de Roberto Carlos sem lembrar de Erasmo:

“Fé na vida, fé no homem, fé no que virá

Nós podemos tudo

Nós podemos mais

Vamos lá fazer o que será”.

Recebo meu novo ano com fé, amor e gratidão.

Sobre a vida e o amor… Ou viver e amar2019-09-24T12:56:14+00:00
15 05, 2017

Ser feliz é uma escolha, sofrer faz parte

2017-05-15T19:15:58+00:00

Suely Buriasco

A felicidade deve estar em nossas maiores prioridades de vida. Já ouvi muita crítica sobre vivermos uma época em que a felicidade virou uma obrigação e que nunca se falou tanto nela. Ora ninguém consegue ser feliz por obrigação, a felicidade é sentimento, tem que surgir lá no íntimo, onde não há como se enganar, muito menos servir de aparência.

Felicidade aparente é ilusão passageira

Entretanto, é preciso que estejamos alertas para que a busca pela felicidade não se torne a busca apenas pela aparência. A exposição nas redes sociais, por exemplo, incentivam pessoas que cultivam o gosto de demonstrar sentimentos que nem sempre são verdadeiros e, por outro lado, isso causa certo descontentamento em quem “assiste” a tanta satisfação. Duas situações muito negativas; a primeira porque quem vive de aparência não se dedica a essência e, portanto não é feliz realmente; a segunda porque quem vive reparando na vida dos outros, não tem tempo de investir na própria vida.

A felicidade é a realidade vista com otimismo

Muitos já estão percebendo que enfrentar os desafios da vida com alegria, aumenta a disposição e revigora as energias. A autoconfiança, consequência da boa autoestima, tem se mostrado fundamental para o bom desempenho tanto na vida pessoal, como profissional. Mas não se pode entender que a opção pela felicidade nos livre das dificuldades e perdas que causam sofrimento e fazem parte da vida de qualquer pessoa. Buscar a felicidade não é ignorar a realidade e sim enxergá-la sob um ângulo otimista, afinal a maneira como encaramos qualquer situação definirá como iremos nos sentir. Todos nós temos nossas dificuldades e nem tudo é cor de rosa na vida de ninguém, mas é possível encarar os momentos difíceis como aprendizado, buscando agir sempre de forma a sentir-se satisfeito consigo mesmo.

A gratidão gera felicidade

Assim, penso que a felicidade deve ser aclamada, mas principalmente vivida de forma real e verdadeira. Quem é realmente feliz não tem necessidade de aparências; demonstra em atos, na forma de viver e inspira outras pessoas. A felicidade depende, pois, de cada um, da forma como busca exemplos e se dedica a vivenciá-los em sua alma. Acredito na felicidade como consequência da gratidão que nos faz valorizar tanto as coisas boas, que as outras ficam para segundo plano.

Ser feliz não é um luxo ou trivialidade; é uma necessidade e um direito incondicional de todo o ser humano. Experimente!

Suely Buriasco

Coaching e Mediadora de Conflitos

www.suelyburiasco.com.br

Ser feliz é uma escolha, sofrer faz parte2017-05-15T19:15:58+00:00
9 01, 2017

6 atitudes simples que farão seu ano mais feliz

2017-01-09T15:53:12+00:00

Suely Buriasco

A tendência em acreditar que a virada do ano renova a vida é muito grande, o problema é que os acontecimentos não obedecem essa ordem e, muitas vezes, acabamos desestimulados. Nada será diferente a não ser que façamos diferença através de nossos próprios atos.

Algumas atitudes são fundamentais para fazer de 2017 um ano realmente feliz:

  1. Aproxime-se de você mesmo

Todas as obrigações diárias acabam nos distraindo do que realmente importa. Comece esse ano com a disposição de olhar mais para si mesmo, buscando autoconhecimento. Dê atenção a sua autoestima, procure agir de forma a se sentir bem consigo mesmo. Cuide do físico, mas não se esqueça do intelectual; leia bons livros, faça cursos, aprimore sua mente.

  1. Seja gentil

A gentileza é fonte profunda de bem-estar. Seja tolerante e paciente. Aja de forma afável com as pessoas, sejam elas do seu convívio ou estranhas. Tenha sempre um sorriso natural, uma palavra estimulante, um cumprimento cortês. Acredite: pequenas gentilezas transformam vidas.

  1. Cuidado com as comparações

Não compare a sua vida com a de ninguém e vice-versa. Entenda e respeite a sua individualidade e a dos outros. Cada pessoa está vivendo o seu momento exato, no lugar certo e com as pessoas que, de alguma forma, atraiu. Ninguém é mais ou menos feliz que outro, cada um vive da forma que conduz a própria vida. Entenda isso.

  1. Controle o uso do celular

O celular e tudo o que ele oferece é muito interessante, mas exige cuidado para não se transformar em um vilão da sua saúde e de seus relacionamentos. Procure não usá-lo em ambientes sociais para dar mais atenção as pessoas e abstenha-se peremptoriamente de levá-lo para a cama, você vai adormecer mais rápido e dormir melhor. A sua saúde física e mental agradece.

  1. Estreite laços

Nada mais revigorante do que conviver com pessoas amadas, portanto, não se distraia delas. Procure inserir novas e arrebatadoras paixões nos seus relacionamentos. Ame muito e desfrute o melhor da vida, pois, tudo só valerá à pena se você tiver com quem dividir suas alegrias, seu sucesso e suas tristezas também.

  1. Cultive a gratidão

Quando aprendemos a enaltecer o bom e o belo, priorizamos isso na nossa vida. Por isso a pessoa grata é mais feliz e o contrário também é verdadeiro. Como escreveu Victor Hugo: ” Os infelizes são ingratos; isso faz parte da infelicidade deles”. Desenvolva a gratidão em pequenas doses de agradecimento diário e verá quantas coisas boas terá por agradecer durante o ano.

Suas atitudes definirão a qualidade do seu ano novo. E então, topa construir um ano feliz?

 

6 atitudes simples que farão seu ano mais feliz2017-01-09T15:53:12+00:00
6 01, 2016

A Gratidão como Filosofia de Vida

2016-01-06T17:22:36+00:00

Por Suely Buriasco

A gratidão é uma emoção benéfica que representa o reconhecimento por um bem adquirido, frequentemente acompanhado por um desejo de retribuição. Pode ter caráter religioso, nesse caso dirigida a divindades, santos ou entidades espirituais; também pode ser dirigida a pessoas e até a situações. O fato é que muitos especialistas correlacionam a gratidão com a liberação da dopamina, hormônio responsável pelo bem-estar e a ocitocina que estimula o afeto e reduz a ansiedade.

Num sentido mais amplo a gratidão pode ser encarada como uma filosofia de vida pela qual a pessoa se coloca num posicionamento efetivo de agradecer por todas as circunstâncias vivenciadas. Essa forma de encarar a vida tem em si uma essência otimista que motiva e leva as pessoas a buscar as transformações que desejam, ao mesmo tempo em que faz com que se sintam merecedoras de receber o bem que desejam na própria vida.

Para ser capaz de viver essa filosofia é fundamental exercitar a gratidão em doses crescentes e continuadas, como se fosse um exercício físico que você começa aos poucos e vai ampliando com determinação e persistência, conforme se sinta capaz. Mas é preciso que se entenda que a gratidão não se refere unicamente ao que você recebe, mas também ao que se coloca apto à receber.

Podemos citar algumas ações de pessoas que vivem essa filosofia ou se preparam para vivê-la:

1- Não alimentam qualquer tipo de revolta, mesmo diante das injustiças que presenciam ou as vitimam, pois enxergam nelas a oportunidade de se tornar ativas para as mudanças necessárias, sentindo-se gratas por isso.

2- Perdoam todos os que lhes infligem sofrimento, afinal os considera instrumentos do próprio aperfeiçoamento. A gratidão, nesse caso, acontece pela satisfação de compreender que cada um é responsável por suas próprias ações, portanto não há porque sofrer por atos alheios.

3- São capazes de grandes transformações éticas e morais já que trazem a si a responsabilidade pela própria vida em qualquer situação. Esse sentimento de capacidade real provoca gratidão.

Novos tempos podem ser inspiradores quando efetivamente nos dispomos a inovar, implantar a filosofia da gratidão é uma forma saudável e eficaz de transformarmos à própria vida, pois quanto mais somos gratos, mais reconhecemos motivos de agradecer.

Para nos inspirar tal filosofia vale considerar o pensamento de Martin Seligman: “Não é a felicidade que nos torna gratos, mas a gratidão que nos torna felizes”.

 

A Gratidão como Filosofia de Vida2016-01-06T17:22:36+00:00
28 01, 2015

Ser feliz é um direito incondicional

2015-01-28T14:03:10+00:00

Por Suely Buriasco

feliz Já ouvi muita crítica sobre vivermos uma época em que a felicidade virou uma obrigação e que nunca se falou tanto nela. Eu não vejo as coisas bem dessa forma; acredito que a felicidade é um direito e, como tal, deve estar em nossas maiores prioridades de vida. Ninguém consegue ser feliz por obrigação, por que a felicidade é sentimento, tem que surgir lá no íntimo, onde não há como se enganar, muito menos servir de aparência.

Mas talvez seja verdade que nunca se ouviu falar tanto nela, afinal estamos percebendo que enfrentar os desafios da vida com alegria, aumenta a disposição e revigora as energias. A autoconfiança, consequência da boa autoestima, tem se mostrado fundamental para o bom desempenho tanto na vida pessoal, como profissional. Com certeza, muito tem se falado sobre isso, mas é preciso que estejamos alertas para que a busca pela felicidade não se torne a busca apenas pela aparência.

A exposição nas redes sociais, por exemplo, incentivam pessoas que cultivam o gosto de demonstrar sentimentos que nem sempre são verdadeiros e, por outro lado, isso causa certo descontentamento em quem “assiste” a tanta felicidade. Duas situações muito negativas; a primeira porque quem vive de aparência não se dedica a essência e, portanto não busca ser feliz realmente; a segunda porque quem vive reparando na vida dos outros, não tem tempo de investir na própria vida.

Buscar a felicidade não é ignorar a realidade e sim enxergá-la sob um ângulo otimista, afinal a maneira como encaramos qualquer situação definirá como iremos nos sentir. Todos nós temos nossas dificuldades e nem tudo é cor de rosa na vida de ninguém, mas é possível encarar os momentos difíceis como aprendizado, buscando agir sempre de forma a sentir-se satisfeito consigo mesmo.

Assim, penso que a felicidade deve ser aclamada, mas principalmente vivida de forma real e verdadeira. Quem é realmente feliz não tem necessidade de aparências; demonstra em atos, na forma de viver e inspira outras pessoas. A felicidade depende, pois, de cada um, da forma como busca exemplos e se dedica a vivenciá-los em sua alma. Acredito na felicidade como consequência da gratidão que nos faz valorizar tanto as coisas boas, que as outras ficam para segundo plano.

Apesar das críticas, o fato é que ser feliz não é um luxo ou trivialidade; é uma necessidade e um direito incondicional de todo o ser humano.

Ser feliz é um direito incondicional2015-01-28T14:03:10+00:00
26 06, 2013

Trabalho recompensado – Disposição renovada

2013-06-26T11:49:57+00:00

Por Suely Buriasco

inglesEsse é um artigo que fala de gratidão; esse sentimento tão doce que nos invade a alma provocando eflúvios de felicidade. São emoções que se mesclam e nos fazem concluir que possuímos uma dívida emotiva com pessoas e situações que representam grande dádiva que a vida nos proporciona.

Refiro-me a uma grande prova que abracei ao fechar contrato com a empresa americana Deseret Digital Media tendo, a partir disso, meus artigos publicados no site da empresa destinado aos países de língua portuguesa – www.familia.com.br. O reconhecimento por meu trabalho, alguns artigos com cerca de 20.000 compartilhamentos, fez com que ultrapassassem as fronteiras do idioma e agora estejam inseridos também no site americano em língua inglesa – www.familyshare.com.

Enfrento mais esse desafio com consciência de que minha responsabilidade se amplia com o número dos leitores; que cada palavra terá um peso maior e uma significância mais ampla. Entretanto, minha confiança em Deus me dá a certeza de que nada acontece por acaso e que estou pronta a encarar esse trabalho com dedicação, empenho e consciência de que tenho muito ainda a aprender.

Também é efeito da gratidão o desejo de manifestar esse sentimento para todos os que, de alguma forma, contribuem para nossas realizações. Assim me refiro ao “Jornal de Notícias” pelo espaço a mim cedido, onde compartilho ideias e opiniões. Ao “Deseret Digital Media” que me insere profissionalmente no mercado americano. Todos os sites que reproduzem meus artigos por todo o Brasil, em especial o “kovenios.com.br” de Vitória no Espírito Santo e o “conectemulher.com.br” de Aracaju no Sergipe que possuem colunas fixas para os meus artigos. A “Novo Século Editora” que publicou meus dois livros “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no relacionamento a dois”. A “Souza Franco Comunicação” que faz a minha assessoria de imprensa. E, claro, os meus leitores indistintamente, pois sem eles nada disso seria possível.

Sigo a nova trajetória com as sábias palavras do filósofo grego Epicuro: “As pessoas felizes lembram o passado com gratidão, alegram-se com o presente e encaram o futuro sem medo“. É essa felicidade que almejo!

Trabalho recompensado – Disposição renovada2013-06-26T11:49:57+00:00
WhatsApp chat