fbpx

ano novo

4 01, 2021

Passos para entrar firme em 2021

2021-01-04T20:48:06+00:00

Na primeira semana do ano ainda estamos com os desejos da virada muito nítidos em nossas mentes. Metas planejadas, hora de pensar em como iniciar o trabalho de coloca-las em prática. A esperança manifestada é de suma importância, mas não se pode significar espera, precisamos fazer acontecer, dar o nosso melhor na construção de um novo ano que corresponda às nossas expectativas.

 

Nesse sentido alguns passos são fundamentais:

 

Cuide da saúde do planeta

Parece muito? Lembre-se que você só tem que fazer a sua parte e faça com excelência. Sua saúde é fundamental para qualquer projeto, estabeleça metas claras que atendam suas necessidades. Nesse caminho é preciso ter em mente a necessidade de cuidar da saúde de tudo o que nos rodeia e isso inclui pessoas e o meio ambiente. Se tem algo que ficou evidente no ano passado foi que a nossa saúde é resultado do meio, não é mesmo?

 

Invista em você

Autoconhecimento é um trabalho contínuo que sempre vale à pena. Por isso é importante investir continuamente em suas habilidades, sempre priorizando o que vai fazer diferença positiva em sua vida. Leituras, cursos e treinamentos são ferramentas poderosas de autoconhecimento. Autoestima tem a ver com a satisfação que você sente por si mesmo. Pense nisso!

 

Cultive bons relacionamentos

A satisfação humana é extremamente ligada à qualidade dos relacionamentos. O desenvolvimento da empatia é fundamental para a construção de bons relacionamentos. Paciência e tolerância são ingredientes fundamentais também. Mas é preciso lembrar que relacionamento é uma via de mão dupla, então escolha em quem investir suas energias. É importante conviver com pessoas que tenham afinidade com seus valores e crenças.

 

Lembre-se que o tempo passa de qualquer forma, procurar aproveitar o máximo do ano que se inicia é um trabalho seu.

Passos para entrar firme em 20212021-01-04T20:48:06+00:00
15 01, 2018

Em 2018 aproxime-se de quem você ama

2018-01-15T20:30:47+00:00

Por Suely Buriasco

Desencontros, infelizmente, são muito comuns e, quase sempre, causam grande sofrimento; somos seres sociais e, portanto, os relacionamentos são muito importantes em nossas vidas. O grande problema é que nem sempre conseguimos manter um convívio harmônico e acabamos, muitas vezes, nos afastando das pessoas pelas quais temos afeto.

Conflitos acontecem naturalmente no convívio humano, estão relacionados com intolerâncias pelas formas diferentes de pensar e agir. O conflito surge quando as pessoas passam a acreditar que precisam lutar em favor da sua posição. É então que, mesmo de forma inconsciente, passam a alimentar uma aversão pela outra pessoa e o problema se torna pessoal. Esse processo acontece de ambas as partes, ou seja, mesmo tendo origem na ação de um, o conflito só eclode com a contribuição de todos os envolvidos.

A habilidade para lidar com conflitos é, pois, essencial para os bons relacionamentos, afinal as pessoas são diferentes e, de alguma forma, querem que a sua vontade prevaleça. Quando existe a aceitação de que é possível conviver com as diferenças, privilegiando o respeito, então a competição se dissolve e o entendimento acontece. É assim que os acordos podem ser estabelecidos através do diálogo pelo qual um busque entender o outro, ouvindo com atenção e sem julgamentos.

Existem, realmente, situações difíceis nas quais o orgulho prevalece e consolida os conflitos, mas ainda que seja assim, muito pode ser feito em favor de uma convivência harmônica e salutar.  Basta ponderar o quanto é mais interessante viver bem, sem mágoas ou ressentimentos. Isso não significa que é preciso mudar a própria ideia ou assumir a posição do outro; significa ter maturidade suficiente para compreender que existem visões diferentes que precisam ser levadas em conta. Mesmo que a situação tenha tamanha complexidade que impeça um acordo, sempre a algo que possa ser relevado em favor de uma convivência com o mínimo de entrosamento.

O principal é buscar estar bem consigo mesmo, através da verdadeira concepção de que tudo está sendo feito em favor de melhorar as relações com os seus afetos. Claro que manter bons relacionamentos não depende só de você, mas despender esforços nesse sentido é um papel que lhe cabe. A vida fica muito mais agradável quando aprendemos a exigir menos dos outros e das situações e nos responsabilizamos por agir em favor da tranquilidade que todos necessitamos para viver bem com as pessoas que amamos.

Uma boa dica é aproveitar essa virada do ano para agir em favor das mudanças que desejamos para os nossos relacionamentos. O calendário por si só não fará a diferença, mas você pode fazer.

Faça um feliz ano novo acontecer em sua vida!

 

 

Em 2018 aproxime-se de quem você ama2018-01-15T20:30:47+00:00
24 12, 2017

Mensagem de Natal

2017-12-24T00:07:50+00:00

Suely Buriasco 

Muitos se foram deixando um vazio enorme…
Mas muitos chegaram fazendo grande balbúrdia.
Nem sempre estamos onde ou com quem queremos estar…
Mas todo encontro pode se tornar uma festa.
Talvez eu não tenha recebido o presente que gostaria…
Mas sempre é possível encontrar utilidade em tudo.
Também não era esse o presente que eu gostaria de ter dado…
Mas posso acrescentar afeto aos meus recursos.

Mesmo que tudo pareça não estar ao nosso gosto
O Espírito Natalino pode ser tão intenso que transforme…
Toda ausência em lembrança feliz
Toda presença em gratidão
Todo desgosto em alegria do aprendizado
Toda desilusão em compreensão
Todas as possibilidades em realidades positivas
Toda discórdia em perdão
E, enfim…
Todos os desencontros numa
Verdadeira noite de Natal!

Desejo que você escolha
Acrescentar os ingredientes capazes
De tornar sua ceia
Um encontro de alegria cristã
Feliz Natal!

Mensagem de Natal2017-12-24T00:07:50+00:00
9 01, 2017

6 atitudes simples que farão seu ano mais feliz

2017-01-09T15:53:12+00:00

Suely Buriasco

A tendência em acreditar que a virada do ano renova a vida é muito grande, o problema é que os acontecimentos não obedecem essa ordem e, muitas vezes, acabamos desestimulados. Nada será diferente a não ser que façamos diferença através de nossos próprios atos.

Algumas atitudes são fundamentais para fazer de 2017 um ano realmente feliz:

  1. Aproxime-se de você mesmo

Todas as obrigações diárias acabam nos distraindo do que realmente importa. Comece esse ano com a disposição de olhar mais para si mesmo, buscando autoconhecimento. Dê atenção a sua autoestima, procure agir de forma a se sentir bem consigo mesmo. Cuide do físico, mas não se esqueça do intelectual; leia bons livros, faça cursos, aprimore sua mente.

  1. Seja gentil

A gentileza é fonte profunda de bem-estar. Seja tolerante e paciente. Aja de forma afável com as pessoas, sejam elas do seu convívio ou estranhas. Tenha sempre um sorriso natural, uma palavra estimulante, um cumprimento cortês. Acredite: pequenas gentilezas transformam vidas.

  1. Cuidado com as comparações

Não compare a sua vida com a de ninguém e vice-versa. Entenda e respeite a sua individualidade e a dos outros. Cada pessoa está vivendo o seu momento exato, no lugar certo e com as pessoas que, de alguma forma, atraiu. Ninguém é mais ou menos feliz que outro, cada um vive da forma que conduz a própria vida. Entenda isso.

  1. Controle o uso do celular

O celular e tudo o que ele oferece é muito interessante, mas exige cuidado para não se transformar em um vilão da sua saúde e de seus relacionamentos. Procure não usá-lo em ambientes sociais para dar mais atenção as pessoas e abstenha-se peremptoriamente de levá-lo para a cama, você vai adormecer mais rápido e dormir melhor. A sua saúde física e mental agradece.

  1. Estreite laços

Nada mais revigorante do que conviver com pessoas amadas, portanto, não se distraia delas. Procure inserir novas e arrebatadoras paixões nos seus relacionamentos. Ame muito e desfrute o melhor da vida, pois, tudo só valerá à pena se você tiver com quem dividir suas alegrias, seu sucesso e suas tristezas também.

  1. Cultive a gratidão

Quando aprendemos a enaltecer o bom e o belo, priorizamos isso na nossa vida. Por isso a pessoa grata é mais feliz e o contrário também é verdadeiro. Como escreveu Victor Hugo: ” Os infelizes são ingratos; isso faz parte da infelicidade deles”. Desenvolva a gratidão em pequenas doses de agradecimento diário e verá quantas coisas boas terá por agradecer durante o ano.

Suas atitudes definirão a qualidade do seu ano novo. E então, topa construir um ano feliz?

 

6 atitudes simples que farão seu ano mais feliz2017-01-09T15:53:12+00:00
3 01, 2017

Dicas para começar o ano com “o pé direito”

2017-01-04T14:02:41+00:00

Recomeços são motivadores, pois nos inspiram a pensar em novas possibilidades, mais prósperas e felizes. As pessoas trocam boas energias, mensagens de um “Feliz Ano Novo” e se tem a impressão clara de que coisas boas virão. Essas vibrações são muito positivas, mas não nos enganemos: o ano só será realmente novo se deixarmos o velho para trás e operarmos as renovações que desejamos.

Vale refletir nessas dicas: 

  1. Esqueça o “pé direito”

Pular 7 ondas, vestir branco, verde ou amarelo, comer lentilha e nada que cisque para trás, receber o ano pulando com o pé direito e tantas outras crendices só servem para animar a brincadeira da virada. Na prática mesmo o seu ano será o que você fizer dele.

  1. Enfrente as dificuldades

Mudar exige coragem para enfrentar as dificuldades e decidir por novos parâmetros que, muitas vezes, atingem em cheio ideias preconcebidas e crenças limitadoras. O fato é que sair da zona de conforto e ir à luta pelo que desejamos é desafiador e vale muito a pena. Por isso não tenha medo, avalie com cuidado o que você precisa mudar para ter um ano edificante e faça isso acontecer.

  1. Controle os gastos

Organizar as finanças é fundamental para melhorar a qualidade de vida, muitos são os estudos que se referem a isso. Gastar mais do que se ganha é, comumente, fonte de grande estresse que acaba comprometendo negativamente tanto o lado profissional como pessoal. Um objetivo sábio é educar-se financeiramente.

  1. Estabeleça metas

Planejamento é essencial para alcançar o que se deseja. Defina tempo hábil e ações desafiantes e exequíveis. Reveja periodicamente suas metas e faça as adequações necessárias, afinal é preciso se preparar para o inesperado. Mantenha o foco sem estresse e decida-se por fazer dar certo. 

  1. Cuide da sua saúde

Os cuidados com a saúde devem ter prioridade na vida. Chega de adiar a visita ao médico, dieta necessária, a academia e etc. Também não se pode descuidar da saúde mental, por isso cuide da sua autoestima, do seu bem-estar, da sua evolução espiritual. Ou seja, intensifique a sua própria luz.

  1. Desenvolva bons relacionamentos

Os relacionamentos têm papel relevante na satisfação humana. Promova a harmonia através do perdão, da tolerância e compreensão. Seja solidário com todos, mas busque conviver com pessoas que acrescentem positividade na sua vida. Estreite os laços com quem você ama e viva intensamente o amor em toda a sua magnitude.

Não espere que o ano novo traga o que você almeja, sem atitudes novas esse será apenas mais um ano. Não permita tamanho desperdício!

 

                                                                                   Suely Buriasco

                                                                 Mediação de Conflitos e Coaching

Dicas para começar o ano com “o pé direito”2017-01-04T14:02:41+00:00
26 12, 2016

Adeus Ano Velho… UFFA!!

2016-12-20T15:14:02+00:00

Suely Buriasco

É quase unânime a ânsia pela despedida de 2016. A palavra crise estampou-se em todos os segmentos e muita gente não falou em outra coisa. Crise econômica, política, social, sem contar as crises pessoais, familiares e etc e tal. As redes sociais provocaram o fenômeno do saber ilimitado e descortinaram os “donos da verdade” que opinaram em todas as áreas como grandes conhecedores. O pessimismo tomou conta da mídia e se alastrou nas interpretações intempestivas. Não é de se admirar que as pessoas queiram livrar-se rapidamente desse ano.

Mas será que 2016 foi mesmo um péssimo ano? Só aconteceram coisas ruins? Ou aconteceram mais coisas ruins do que boas? Na sua vida, as dificuldades foram maiores do que as alegrias? Você tem muito a reclamar? Pois é, quando colocado assim percebemos que há pelo menos um pouco de distorção na visão desastrosa desse ano que termina, não é mesmo?

Existe a crise! Claro, não há como negar! Mas a forma de encarar as dificuldades faz toda a diferença. Segundo Arnaldo Jabor: “A crise é boa. Nada melhor do que uma crise para nos dar a sensação de que a vida muda, que a História anda, que a barra pesa. A crise nos tira o sono e nos faz alertas”. Enxergar a crise como oportunidade de mudança, pela qual somos levados a desbravar novos caminhos, provoca uma conotação positiva dos acontecimentos. Afinal, as dificuldades nos fazem fortes e nos impelem a encontrar novas saídas, que nada mais são do que a superação necessária.

Faça acontecer um Feliz Ano Novo na sua vida e que carregue consigo a determinação de ser uma pessoa melhor, mais justa e solidária.

Lembrando Mário Quintana: “Bendito quem inventou o belo truque do calendário, pois o bom da segunda-feira, do dia 1º do mês e de cada ano novo é que nos dão a impressão de que a vida não continua, mas apenas recomeça…”. Então nos deliciamos com a possibilidade do novo e refazemos as esperanças. Isso é muito saudável, desde que tenhamos em mente a nossa responsabilidade em construir um novo ano, realmente, próspero e feliz.

E já que faltam apenas alguns dias para 2017 ser uma realidade, que tal já agirmos na busca de resultados mais positivos? Eu proponho que você faça uma lista dos bons acontecimentos que premiaram seus dias nesse ano. Vai lá, faça um esforço. Você consegue listar ao menos 10 itens? Mais? Agora olhe para a sua lista e perceba que 2016 não foi tão ruim assim, então, aproveite os últimos momentos para manifestar a sua gratidão. Afinal, de mais a mais, se você está aqui para receber um novo ano, já tem um grande motivo para agradecer, certo?

A vida é o que fazemos dela; a forma como encaramos o que não podemos mudar e a força que empreendemos para transformar o que nos cabe. Portanto, meu desejo é que você faça acontecer um Feliz Ano Novo na sua vida e que carregue consigo a determinação de ser uma pessoa melhor, mais justa e solidária.

Adeus Ano Velho… UFFA!!2016-12-20T15:14:02+00:00
14 01, 2015

Mudar é Imperativo

2015-01-14T17:37:27+00:00

Por Suely Buriasco

evoluirTudo na natureza é mutável, nada há que se perpetue e frações de segundos são suficientes para que muitas transformações ocorram. Um rio corre na mesma direção por muitos anos, séculos até; mas as águas, os animais, a vegetação e as margens se renovam continuamente.

Entretanto, o ser humano, embora pertença à natureza, apresenta grandes dificuldades em relação às mudanças e demora a se adequar a elas. O fato é que a adaptação ao novo exige alterações significativas na forma de ser e encarar as situações. Mas a insegurança profunda nos impede de sair de nossa zona de conforto, mesmo que esta represente sofrimento.

Basicamente podemos citar dois componentes que nos são essenciais e movem a nossa vontade: a razão e a emoção. A razão nos impulsiona a vontade de agirmos conforme entendemos ser o melhor, isso é segundo nossos valores pessoais e adquiridos socialmente. As emoções são subjetivas e estão associadas ao nosso temperamento; assim podem ser positivas ou negativas; construtivas ou destrutivas. A razão nos direciona, mas é a emoção que nos move.

Infelizmente, envolvidos em emoções aflitivas como medo, mágoa ou raiva acabamos não seguindo o que a razão nos aponta e, obviamente, arrependemo-nos depois. Um exemplo típico é a necessidade de perdoar uma ofensa, pela razão sabemos que podemos nos livrar da dor que ela nos imputa, mas as emoções da mágoa, muitas vezes fazem com que vivenciemos aquilo por muito tempo. Assim, perdoar exige uma mudança interior que nem sempre aceitamos, o resultado é que prolongamos nosso sofrimento.

Lidar com as próprias emoções negativas é, pois, um grande ganho; mas, para tanto é preciso que aceitemos mudar, crescer, soltar as algemas do medo. Transformar a própria vida é aceitar que está em nossas mãos realizarmos o melhor por nós mesmos e, consequentemente, para os outros. Evoluir exige mudanças intensas e fazer a diferença no mundo é aceitar as oportunidades de rever os próprios conceitos, lidando assertivamente com as nossas emoções. Enquanto não apostarmos em nossas próprias potencialidades continuaremos a experimentar a frustração e o arrependimento.

Vivemos, mais uma vez, um período de mudança em nosso calendário; outro ano se inicia. E então, esse será realmente um novo ano para você?

Mudar é Imperativo2015-01-14T17:37:27+00:00
7 01, 2015

Aproveite o ano novo para se aproximar de quem você ama

2015-01-07T19:40:41+00:00

fraseDesencontros, infelizmente, são muito comuns e, quase sempre, causam grande sofrimento; somos seres sociais e, portanto, os relacionamentos são muito importantes em nossas vidas. O grande problema é que nem sempre conseguimos manter um convívio harmônico e acabamos, muitas vezes, nos afastando das pessoas pelas quais temos afeto.

Conflitos acontecem naturalmente no convívio humano, estão relacionados com intolerâncias pelas formas diferentes de pensar e agir. O conflito surge quando as pessoas passam a acreditar que precisam lutar em favor da sua posição. É então que, mesmo de forma inconsciente, passam a alimentar uma aversão pela outra pessoa e o problema se torna pessoal. Esse processo acontece de ambas as partes, ou seja, mesmo tendo origem na ação de um, o conflito só eclode com a contribuição de todos os envolvidos.

A habilidade para lidar com conflitos é, pois, essencial para os bons relacionamentos, afinal as pessoas são diferentes e, de alguma forma, querem que a sua vontade prevaleça. Quando existe a aceitação de que é possível conviver com as diferenças, privilegiando o respeito, então a competição se dissolve e o entendimento acontece. É assim que os acordos podem ser estabelecidos através do diálogo pelo qual um busque entender o outro, ouvindo com atenção e sem julgamentos.

Existem, realmente, situações difíceis nas quais o orgulho prevalece e consolida os conflitos, mas ainda que seja assim, muito pode ser feito em favor de uma convivência harmônica e salutar.  Basta ponderar o quanto é mais interessante viver bem, sem mágoas ou ressentimentos. Isso não significa que é preciso mudar a própria ideia ou assumir a posição do outro; significa ter maturidade suficiente para compreender que existem visões diferentes que precisam ser levadas em conta. Mesmo que a situação tenha tamanha complexidade que impeça um acordo, sempre a algo que possa ser relevado em favor de uma convivência com o mínimo de entrosamento.

O principal é buscar estar bem consigo mesmo, através da verdadeira concepção de que tudo está sendo feito em favor de melhorar as relações com os seus afetos. Claro que manter bons relacionamentos não depende só de você, mas despender esforços nesse sentido é um papel que lhe cabe. A vida fica muito mais agradável quando aprendemos a exigir menos dos outros e das situações e nos responsabilizamos por agir em favor da tranquilidade que todos necessitamos para viver bem com as pessoas que amamos.

Uma boa dica é aproveitar essa virada do ano para agir em favor das mudanças que desejamos para os nossos relacionamentos. O calendário por si só não fará a diferença, mas você pode fazer.

Faça um feliz ano novo acontecer em sua vida!

 

 

 

 

 

Aproveite o ano novo para se aproximar de quem você ama2015-01-07T19:40:41+00:00
16 12, 2011

Elevando a autoestima

2020-12-14T17:58:21+00:00

Por Suely Buriasco

Penso que esse é um período especialmente importante para fazermos uma avaliação de nossa autoestima. Sim, porque estamos por terminar um ano e é recomendável que as expectativas para o novo sejam as melhores, afinal, somos o que pensamos e fazemos.

Sendo assim é interessante que valorizemos nossas aquisições e esforços empreendidos e não apenas o que gostaríamos de ter feito e não fizemos. Uma análise busca todos os itens e se mantivermos em mente apenas os pontos negativos de nossas ações dificilmente nos sentiremos aptos a novas tentativas. É bom esclarecer que não se trata de maximizar ou exaltar as próprias atitudes e sim em se autoanalisar verdadeiramente. Caso a conclusão seja positiva, você fez sua parte e deve comemorar isso com alegria e determinação de ampliar os feitos que o agradam agora.

Mas, se sua conclusão é negativa, não se deixe levar por pensamentos autodestrutivos. Você pode mudar isso! Comece avaliando quais foram os momentos em que você se desviou de seus objetivos, que se deixou levar por situações levianas, isso é, quais foram as atitudes que você considera inaceitáveis em sua conduta. Não se deixe levar pela tentação de culpar pessoas e situações, isso não o ajudará a sentir-se melhor. Não importa as ações alheias; sua autoestima só tem a ver com seu próprio proceder.

Sentir-se bem consigo mesmo é ter o comportamento voltado ao que considera bom e certo; tem a ver com valores próprios. A autoestima está elevada sempre que pensamos, falamos e agimos de conformidade com nossas crenças; isso é, sempre que nos sentimos íntegros! Corpo e mente em sintonia provoca a sensação de integridade e é essa sensação que faz com que gostemos da pessoa que somos. Mas, infelizmente, nem sempre agimos assim e quando deixamos que interesses pueris dirijam nossa postura na vida, podemos ter todo o sucesso, beleza e reconhecimento; mas não nos sentimos merecedores e nada nos satisfaz.

Que o limiar do novo ano o inspire a buscar a certeza de que você é merecedor do amor e da felicidade e que no transcorrer dos novos dias suas atitudes estejam cada vez mais em sintonia com os valores morais capazes de confirmar e elevar sua autoestima

Elevando a autoestima2020-12-14T17:58:21+00:00
4 01, 2011

Como ter um ano feliz!

2011-01-04T13:49:07+00:00

Ao iniciar um novo ano é comum elaborarmos planos que nos garantam felicidade, entretanto, poucas vezes nos atemos na necessidade de construirmos esse sentimento em nossas vidas.
É absolutamente preciso compreender que a felicidade é uma conquista que se dá à medida que nos envolvemos em atitudes capazes de promover sucesso coletivo. Afinal, ninguém pode ser feliz a custa da infelicidade de outra pessoa, porque vivemos num mesmo mundo onde as atitudes de uns afetam a todos.
O sentimento real de felicidade faz parte de um método gradual de crescimento íntimo, sendo a realização de um constante trabalho interior. É forçoso tomar consciência de que todas as circunstâncias de nossas vidas, sejam elas felizes ou não, são o resultado direto de nossas próprias atitudes. Ser feliz não é uma questão exterior, não tem a ver com eventos, com aquisições materiais, com companhia ou falta dela. Ser feliz é uma atitude comportamental em face das tarefas a que nos comprometemos a desempenhar na vida. É, portanto, trabalho íntimo de cada um que somado resultará na felicidade de todos.
Enquanto acreditarmos que a nossa felicidade está nas mãos de outras pessoas, não a alcançaremos, é imprescindível conquistá-la primeiramente em nós mesmos. Ninguém pode nos fazer felizes ou infelizes, somos nós mesmos que regemos o nosso destino. Culpar os outros pela insatisfação de nossa alma não é sábio, nem produtivo. Não nos leva a nada! Encontramos felicidade quando aprendemos a respeitar e amar nosso semelhante sem limitações preconceituosas, levando em conta que cada pessoa é um ser singular e distinto. É assim que a nossa felicidade está intimamente ligada na capacidade de nos ajustar às diversas pessoas e situações que fazem parte da nossa vida. Do contrário, construímos castelos na areia e investimos em ilusões românticas, condenando-nos sempre a decepções crônicas.
A felicidade é um longo processo de ajustamento e crescimento pessoal e não uma meta de curta etapa. A nossa destinação é ser feliz e quanto mais cedo iniciarmos esse progresso tão logo se dilatará os momentos que nos fazem felizes na Terra.
Que esse ano seja feliz depende, assim, de mim, de você e de todos nós juntos!

Como ter um ano feliz!2011-01-04T13:49:07+00:00
WhatsApp chat