fbpx

Mediação Corporativa

1 02, 2021

O relacionamento no trabalho é questão profissional

2021-02-01T19:10:38+00:00

Fiz uma enquete nas redes sociais é o assunto mais solicitado foi o do relacionamento no trabalho. Isso não me espantou em nada, afinal, a maior parte do dia o trabalhador convive com colegas, além de que, todo bom profissional precisa cumprir alguns quesitos importantes e a boa convivência é, sem dúvida, um deles.

É uma situação muito delicada quando surgem conflitos entre colegas; a convivência tende a se complicar e, por consequência, o rendimento no trabalho é comprometido. Se essa situação se prolonga o colaborador fica desmotivado e, muitas vezes, o trabalho passa a ser um suplício. Assim, dedicar-se ao cultivo da boa convivência é fundamental.

Algumas reflexões podem ajudar:

Autoanálise

Antes de qualquer ação é importante analisar qual a razão pela qual você está se sentindo tão afetado pelo outro. Seu colega pode ser uma pessoa difícil, mas você não precisa deixar que as ações dele influenciem as suas emoções. Lembre-se que as pessoas só fazem conosco aquilo que permitimos.

Paciência

Às vezes é mesmo muito difícil conviver com alguém que nos incomoda emocionalmente, mas essa é uma situação oportuna para desenvolver a paciência. E ninguém perde por ser mais paciente, certo? Lembrando Franz Kafka: “Todos os erros humanos são impaciência, uma interrupção prematura de um trabalho metódico”.

Assertividade

O diálogo pode ser, em muitos casos, necessário para a busca de solução. É preciso levar em consideração que não se trata de um monólogo e, muito menos, de um bate-boca. Portanto, todo cuidado é pouco para não piorar ainda mais a situação. Escolha um momento propício, fale com educação e deixe muito claro o que está incomodando você.

Interesse

Uma conversa com o objetivo de solucionar conflitos precisa ter via dupla. Portanto, não se esqueça de dar ao outro o mesmo direito que você deseja para si. Ouça com atenção, procurando compreender, genuinamente, os sentimentos de seu colega. Muitas vezes ofendemos as pessoas, mesmo sem querer, leve em consideração que isso é uma possibilidade. Seja empático!

Manter relacionamentos harmônicos no trabalho é um desafio constante que precisa ser encarado com maturidade, bom senso e, claro, profissionalismo.

Suely Buriasco

 

O relacionamento no trabalho é questão profissional2021-02-01T19:10:38+00:00
27 11, 2017

Pequenos gestos, grande impacto na equipe

2017-11-27T13:31:56+00:00

 

Suely Buriasco

Uma postagem numa rede social me fez relembrar vários casos que presencio nos treinamentos que realizo em empresas. É realmente impressionante o quanto pequenas ações são capazes de causar grande diferença no desenvolvimento do trabalho em equipe. Afinal, o comportamento cultural do grupo, a forma como demonstram suas emoções e estabelecem a dinâmica de seus relacionamentos é fundamental para a motivação do trabalho.

A postagem

Uma das grandes dificuldades para a mulher é voltar ao trabalho depois da licença maternidade. Dedicar-se à profissão nesse momento costuma provocar um misto de angústia, culpa, medo e preocupação. A postagem que me refiro é de uma colaboradora e retrata a forma carinhosa como determinada empresa a recebeu depois da licença. Não havia nada de monumental ou dispendioso, apenas um cartaz de boas-vindas com balões coloridos formando uma decoração singela e carinhosa. Na mesa dela um bonito cartão no qual os diretores e colegas da empresa comemoraram a sua volta. Simples e acolhedor, o bastante para alegrar e motivar a colaboradora.

O contraste

Assim como pequenas ações podem operar grandes prodígios para a motivação, o contrário também é verdadeiro. Pequenas atitudes impensadas são capazes de arruinar o ambiente empresarial e causar grande dano para todos. Quando os membros de uma equipe não conseguem gerenciar seus conflitos, a satisfação no trabalho diminui vertiginosamente e, claro, o rendimento acompanha essa queda. Exemplos não faltam, os mais comuns são os acontecimentos que são tidos como implicância pessoal. “Fulano não gosta de mim e me persegue”, “O errado sempre sou eu” e ai por diante. Quando essas pessoas conseguem ouvir uns aos outros as situações se esclarecem e os conflitos se estabilizam.

A valorização

Sentir-se importante é primordial para a satisfação humana. Quando a empresa acolhe seus colaboradores, demonstrando a importância real de cada um para o desenvolvimento do trabalho, provoca a satisfação. E nem é preciso lembrar que colaborador satisfeito rende muito mais, incorpora as necessidades da empresa e luta por seu desenvolvimento. A valorização dos membros da equipe é elemento básico para a motivação no trabalho. O fato é que tanto na vida pessoal, como profissional todos nos motivamos quando sentimos que nossos esforços são reconhecidos. Shakespeare já dizia que “nossos elogios são o nosso salário”.

 

Suely Buriasco

Mediação de Conflitos e Coaching

www.suelyburiasco.com.br

Pequenos gestos, grande impacto na equipe2017-11-27T13:31:56+00:00
10 07, 2017

Treinamento Mediação Corporativa

2017-07-13T20:00:28+00:00

Fim de mais um treinamento de Mediação Corporativa.

É sempre uma grande satisfação efetivar acordos para o bom relacionamento da equipe, incluindo itens como:

1- Diálogo para o entendimento
2- Separar a pessoa do problema
3- Desenvolver a empatia
4- Respeito e consideração pelo outro
5- Agente motivador

Parabéns a todos os participantes, protagonistas de resultados tão positivos.

Treinamento Mediação Corporativa2017-07-13T20:00:28+00:00
11 05, 2016

Postura Profissional e Mediação Corporativa em Tempos de Crise

2016-05-11T14:22:11+00:00

No blog Plena Palavra Comunicação, a jornalista Syl Cordeiro entrevistou Suely Buriasco, o tema foi “Qual postura devem ter os profissionais diante da crise político-econômica e de desemprego que o país atravessa? Como as empresas estão lidando com isto?”
Tudo com base nos preceitos da Mediação Corporativa.
Clique no link e assista

Postura Profissional e Mediação Corporativa em Tempos de Crise2016-05-11T14:22:11+00:00
16 10, 2015

 5 fatores que drenam a motivação no trabalho

2015-10-16T14:22:41+00:00

Por Suely Buriasco

Seres humanos precisam se sentir motivados para ter bom desempenho em tudo na vida, no trabalho especialmente já que é onde passam maior tempo do dia. Mas nem sempre estamos motivados, essa frase do escritor e orador americano Zig Ziglar esclarece isso: “As pessoas costumam dizer que a motivação não dura sempre. Bem, nem o efeito do banho, por isso recomenda-se diariamente“.

Alguns fatores são determinantes para acabar com a motivação no trabalho, podem ter origem em forças externas, em outras pessoas e na dinâmica em que se realiza o trabalho. Veja os mais comuns:

1- Pessoas negativas

Existem pessoas que parecem ter o poder de influenciar negativamente todos ao seu redor. Pessoas assim podem mesmo afetar o ânimo de uma equipe com seus comentários desagradáveis e suas queixas intermináveis.

2- Pessoas irrealistas

São as que criam e acreditam em suas ilusões, acabam causando um sentimento de frustração para a equipe toda. Otimismo é muito bom, desde que esteja comprometido com a realidade e se baseie no que é possível e exequível para o trabalho.

3- Falta de reconhecimento

O incentivo dos colegas e, principalmente, dos líderes é fundamental para a motivação dos colaboradores e representa, consequentemente, grande estímulo para a equipe. Pessoas que se sentem desprezadas e vêem seu trabalho ser desvalorizado perdem a vontade de executá-lo.

4- Pessoas frustrantes

Algumas pessoas nunca cumprem o que prometem, criam expectativas que acabam quase sempre causando frustrações e isso é muito desmotivador para os colegas e colaboradores de uma equipe. Trabalhar com pessoas que não confiamos é mesmo desalentador.

5- Conflitos interpessoais

Um dos maiores desarticuladores do trabalho de equipe é a convivência tumultuada pelos conflitos não solucionados. Situações conflituosas não resolvidas “engessam” a dinâmica da relação causando grande prejuízo para o desempenho de cada um e rendimento do trabalho.

Na realização da Mediação Corporativa esses elementos desmotivadores são detectados e trabalhados no sentido de que as pessoas sintam que podem lidar com essas dificuldades, superando-as. Com certeza novo ânimo se estabelecem e todos ganham com isso.

 

 

 5 fatores que drenam a motivação no trabalho2015-10-16T14:22:41+00:00
17 06, 2015

O Espírito de Equipe e os Resultados

2015-06-18T13:52:32+00:00

Naked athletePor Suely Buriasco
Saber trabalhar em equipe é um requisito básico para a contratação em empresas que estão conectadas com os avanços atuais e, portanto, já entenderam que é nesse funcionamento que se iniciam os resultados. Amplia-se cada vez mais a concepção de que equipe é muito mais do que pessoas reunidas, cada qual com suas funções, para a execução de um projeto.

Para que os resultados sejam positivos, há que se implantar o espírito de equipe que pode ser genericamente encarado como “um por todos e todos por um”. Digo genericamente, porque tudo o que se refere ao ser humano é único e particularmente complexo. Quando sou chamada a fazer treinamento em uma empresa, o primeiro passo é compreender a dinâmica de cada colaborador no funcionamento da equipe, só à partir disso posso elaborar um projeto de trabalho que tenha eficácia garantida para aquela equipe determinada. Dessa forma é possível desenvolver um processo que leve os membros a entender as vantagens de um mandamento básico para a equipe: “Nenhum de nós é tão bom quanto todos nós juntos”.

Mas falar apenas não basta; a mediação corporativa, de forma dinâmica e sistemática, direciona os colaboradores para o entendimento das vantagens que podem angariar ao envolver-se no espírito de equipe. Quando eles compreendem que tudo fica mais fácil quando a colaboração substitui a competição, a transformação acontece. Por isso não há como impor o espírito de equipe, cobrando resultados à partir de uma união que não existe efetivamente.

É preciso que se considere que equipes são formadas por seres humanos e, portanto, o lado pessoal de cada um é relevante. Para manter uma equipe coesa é fundamental que os colaboradores aprendam a lidar com suas diferenças, indisposições e discordâncias. Uma visão importante é a de que conflitos fazem parte dos relacionamentos humanos e, portanto, para garantir melhor performance da equipe o melhor é sempre buscar o consenso.

Quando existe o espírito de equipe os acordos passam a ser uma constante, pois todos percebem o ganho para si próprios e para o projeto em comum. As diferenças passam a ser encaradas como possibilidades e, dessa forma são muito bem vindas para compor um todo. É assim que os resultados se tornam cada vez mais positivos para todos; a empresa aumenta os seus rendimentos e os colaboradores trabalham motivados pela satisfação de se verem integrados e valorizados em todo esse processo.

O Espírito de Equipe e os Resultados2015-06-18T13:52:32+00:00
15 01, 2013

Suely Buriasco tem página em site de treinamentos empresariais

2013-01-15T19:51:00+00:00

Essa semana Suely Buriasco estreou no site da Careoli – Treinamento e Consultoria onde, quinzenalmente, publicará artigos sobre relacionamentos no ambiente profissional. O primeiro artigo já foi publicado e faz o seguinte questionamento: Como você se posiciona na vida? Confiram.

http://www.careoli.com.br/detalhes.asp?cod=453

Suely Buriasco tem página em site de treinamentos empresariais2013-01-15T19:51:00+00:00
17 08, 2010

Treinamento nas Empresas

2011-02-23T17:15:42+00:00

Em relação ao texto sobre Mediação Corporativa em meu site, fizeram-me um questionamento que acredito possa interessar a muitas pessoas, pois representa uma vivência comum nas empresas e órgãos públicos em geral: “Sempre tive em minha empresa palestras sobre motivação, mas na prática a motivação financeira quase que inexiste. Como motivar alguém se, de antemão, ele sabe que irá trabalhar mais ganhando o mesmo? Os que ganham mais ficam quietos e aprovam tudo; os que ganham menos concordam da boca para fora; não querem perder seus empregos. O que me diz?”

O treinamento em Mediação Corporativa desenvolvido nas empresas e no judiciário vai muito além da motivação financeira; é focado na  motivação pessoal. O intuito é elevar o ser humano a fim de que ele compreenda o seu valor pessoal e o quanto é capaz de desenvolver novas e promissoras capacidades profissionais. É um olhar para o ser humano que consequentemente se reverte para o seu desempenho no trabalho. Ou seja; partindo da motivação pessoal ele terá maior estímulo para o trabalho, independente da questão financeira. Um exemplo prático é o treinamento no judiciário quando não há como “premiar” o servidor em salário, mas o reconhecimento dele como pessoa e como profissional faz toda a diferença! Óbvio que o reconhecimento financeiro é extremamente importante, uma empresa que não opere no valor de mercado perderá seus melhores funcionários. Mas em relação à motivação não é fundamental e existem índices muito bons que comprovam o que eu digo.

O profissional pressionado pelas responsabilidades que lhes são outorgadas pelo cargo que ocupa tende a se sentir coagido e sem esperança de ver seu trabalho legitimado. Isto, comumente, o deixa inseguro, insatisfeito e desmotivado. O resultado é que passa a super valorizar os pontos negativos das questões que envolvem seu emprego em detrimento dos positivos, chegando mesmo a considerar  que esteja sofrendo algum tipo de perseguição. É claro que essa situação se reverterá em conflitos que muitas vezes não são definidos e só aumentam de dimensão com o passar do tempo. A Mediação foca nessa definição e no estabelecimento do diálogo entre liderados e líderes que formam a equipe. Assim a comunicação flui de forma a promover maior engajamento de todos os envolvidos, afinal o entendimento entre eles é restabelecido e se fortalece. A liderança é trabalhada a fim de que o chefe, patrão ou qualquer cargo hierárquico superior compreenda o papel de um verdadeiro líder que é, acima de qualquer coisa, compreender, respeitar e promover seus liderados. Havendo o reconhecimento por parte do líder a motivação representada pelo prazer de atuar junto a ele é uma consequência que se impõem naturalmente aos liderados.  O desempenho profissional da equipe se eleva consideravelmente quando todos compreendem que a empresa é uma engrenagem onde todas as peças são igualmente importantes, pois o mau funcionamento de uma compromete o resultado de todos. Também o ambiente profissional se transforma a partir da valorização do papel de cada um no bom desempenho da empresa.

O treinamento em Mediação Corporativa promove uma verdadeira reestruturação pessoal, profissional e de equipe. Dessa forma, todos os envolvidos se revigoram, valorizando os pontos positivos do emprego e cargo que possuem.

Uma comunicação eficaz é o ponto de partida para o progresso profissional e ascensão de qualquer empresa!

Treinamento nas Empresas2011-02-23T17:15:42+00:00
14 07, 2010

Mediação Corporativa

2010-11-16T15:39:32+00:00

A Mediação Corporativa tem por área de atuação empresas, sindicatos, secretarias e órgãos públicos em geral. Corresponde a um processo de motivação pessoal e do trabalho em grupo com uso das ferramentas da Mediação de Conflitos. Nesse caso a mediação é realizada com profissionais especialistas em suas áreas e, portanto as metas são mais facilmente atingidas.

É um projeto que envolve os trabalhadores visando à criação de ambientes de trabalho mais colaborativos e proporcionando a conscientização de suas funções profissionais e da importância deles na qualidade do trabalho que desenvolvem. A Mediação Corporativa tem como finalidade envolver o trabalhador de forma que ele valorize seu desempenho e, como reflexo, o desempenho do trabalho da equipe a que se incorpora. É um olhar para si mesmo enquanto pessoa e para o trabalho enquanto grupo. Nesse sentido levanta questionamentos do tipo: “Qual a importância do que eu faço?” “O que muda para mim e para o grupo se eu fizer diferente?” Em suma é um trabalho onde se busca alcançar a revalorização pessoal e a consideração pelo outro.

Como objetivos gerais da Mediação Corporativa podem-se citar:

  • Auxiliar grupos de profissionais na redução de problemas no ambiente de trabalho.
  • Identificar e dissolver conflitos (ocultos ou manifestos)
  • Restaurar a confiança e o respeito entre os colegas
  • Motivar o trabalho em Equipe
  • Aumentar a satisfação e o desempenho no trabalho.

A Mediação corporativa é um instrumento que apresenta um alto nível de eficácia para eliminar conflitos nas diferentes esferas de trabalho, principalmente porque permite que os colaboradores falem de suas dificuldades, auxiliados pelo trabalho do mediador. E todos sabemos que falar de nossas dificuldades não é fácil, principalmente se elas envolvem pessoas de uma hierarquia superior a nossa. A Mediação Corporativa possibilita esse diálogo ao mesmo tempo em que preserva a posição hierárquica, abrindo assim um leque de novas possibilidades. Afinal, o diálogo é o primeiro passo para o entendimento.

O desenvolvimento de qualquer empreendimento configura atualmente no processo de reconhecimento e de valorização pessoal e profissional do trabalhador. Não se concebe gestão de equipe sem a devida identificação dos talentos individuais responsáveis por seu direcionamento. Motivar e estimular o trabalhador são medidas primordiais para o bom desenvolvimento da equipe e consequente crescimento da empresa.

Suely Buriasco
suelyburiasco@uol.com.br

Mediação Corporativa2010-11-16T15:39:32+00:00
WhatsApp chat